Como controlar aplicações e resgate em contas de investimento

Quando se tem um controle financeiro bem sólido, realizar investimentos para que parte do $$ da empresa renda ainda mais, é uma decisão cada vez mais frequente. 

No Operand, para realizar esse controle, é necessário primeiro criar uma conta bancária específica para esse fim. No nosso exemplo, vamos criar a conta Santander | Investimento, nas configurações do módulo financeiro. 

Lembrando que, é necessário ter, pelo menos, permissão total no financeiro para realizar essa ação 😉

Como controlar aplicações e resgate em contas de investimento-1

Ao criar a conta bancária, se a conta de investimento já existe há um tempo, não esqueça de colocar o saldo inicial. 

Agora, o processo operacional em si consiste, basicamente, em realizar transferências entre a conta principal e a conta de investimento. Funciona assim: 

1. Quando for realizar uma aplicação, você transfere o valor aplicado para a conta de investimento.

Como controlar aplicações e resgate em contas de investimento 2-1

2. Quando for realizar o resgate, o processo é inverso. Você transfere da conta de investimento para a conta principal.

Como controlar aplicações e resgate em contas de investimento 3-1

Uma situação que precisa ser tratada são os rendimentos! Todo rendimento, deve ser registrado no sistema, como um lançamento, e vinculado à conta de investimento. 

Como controlar aplicações e resgate em contas de investimento 4-1

Você deve estar se perguntando: e como fazer a conciliação bancária? Alguns bancos possuem arquivos no formato .ofx específicos para os investimentos, mas a maioria não. 

Nesse caso, na conta de investimento, dificilmente será possível realizar a conciliação bancária utilizando o arquivo .ofx. Mas, na conta principal, todos os valores de aplicação e resgate podem ser conciliados, porque estarão no arquivo.

Veja também: