O que é e como analisar o relatório de produção (faturamento) no Operand

O objetivo desse relatório é apresentar os detalhes dos faturamentos gerados a partir dos documentos de produção.

Toda empresa que atua e faz a ponte entre o cliente e fornecedor, precisa entender quanto a sua empresa tem de retorno, considerando os honorários e comissões. 

O relatório de produção (faturamento) é um apanhado que considera todas as produções cujo faturamento foram enviados ao financeiro e ele só será realmente útil se a gestão dos documentos e estruturação do faturamento forem feitas da maneira correta. 

Disciplina no controle das produções

O módulo de produção é onde os pedidos de produção são geridos. 

Procure acompanhar as produções que estão na pauta e mantê-las organizadas, com status, prazos e demais informações da forma correta. Quando um pedido de produção estiver em um status de aprovação, por exemplo, verifique os dados do faturamento, edite se for necessário, e envie ao financeiro. 

Somente dessa forma essa produção será considerada no relatório de produção (faturamento). 

Como analisar o relatório de produção (faturamento)

Agora que você já sabe que precisa ter os documentos e faturamentos das produções bem organizados, é possível fazer uma análise de todas as informações com a ajuda do relatório, que estará disponível se você tiver permissão total no módulo de produção 😊 

As informações são apresentadas em duas visões: a resumida e a detalhada.

Na parte superior da tela, é mostrado quando os dados foram gerados e você pode atualizá-los facilmente e manter sua análise com os dados atualizados. Por padrão, as informações serão sempre relacionadas aos lançamentos financeiros, que passam ou não pela sua empresa, vinculados às produções, com envio ao financeiro no mês vigente.

Visão Resumida

Nos gráficos dessa visão, por mais que sejam listados todos os valores, os repassados e aqueles que são negociados entre fornecedor x cliente, são considerados somente os valores que ficam com a sua empresa. Ou seja, a comissão e os honorários. 

No primeiro gráfico, receitas por fornecedor, é considerado  tudo o que sua empresa tem a receber dos fornecedores. Já no segundo gráfico, receitas por cliente, são considerados todos os valores que você tem a receber do seu cliente. Os dois gráficos consideram aqueles valores que ficam com a sua empresa, ok? Referem-se aos honorários e comissões. 

É importante lembrar que esses valores têm muita relação com o tipo de faturamento definido na produção. 

E, no gráfico receitas por situação, são consideradas as situações de todos os lançamentos financeiros que ficam com a sua empresa, ou seja, aqueles relacionados aos honorários e comissões. 

Você pode exportar todos esses gráficos e apresentá-los em uma reunião. Legal, né? 

Visão Detalhada

É uma tabela e são apresentadas todas as informações relacionadas aos documentos e lançamentos gerados a partir deles: cliente, projeto, competência, data de vencimento, quantidade de parcelas, valores, instrução de faturamento, entre outras tantas informações. 

No caso de lançamentos que não passam pela sua empresa, algumas colunas estarão vazias. Isso acontece porque não temos como saber como que o fornecedor, ou o seu cliente, gerencia as próprias finanças.

Assim como no Excel, por exemplo, você pode fazer filtros em todas as colunas para visualizar o que você deseja e, mais legal ainda, é a possibilidade de determinar quais colunas você quer que apareçam e reordená-las. 

Se você quiser visualizar todos os lançamentos financeiros, de um cliente e fornecedor em específico, com vencimento para o mês vigente, basta utilizar os respectivos filtros 😉 

Sempre que você fizer filtros na visão detalhada, eles serão refletidos nos gráficos da visão resumida. Mas lembre-se, somente comissão e honorários serão considerados nos gráficos.

Você pode exportar a visão detalhada para um PDF ou Excel, onde você poderá trabalhar mais com filtros. 

Com esse relatório, é possível verificar, por exemplo:

  • quanto a sua empresa “ganha” com as negociações em produção, considerando honorários e comissões;
  • valores a receber que estão em atraso e quem são os pagadores;
  • detalhamento completo de todas as faturas que entraram no financeiro da sua empresa.

Lembrando que, tudo isso depende de um controle dos documentos de produção organizado e com o faturamento enviado ao financeiro da forma correta. 

Veja também: